Fiscalizações…

paulonuncioA economia paralela em Portugal deverá descer este ano para 19% do PIB. Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais diz que o Governo aposta nas facturas electrónicas e no reforço do número de inspectores tributários para combater a evasão fiscal.

O número de inspectores tributários ao serviço da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) vai quase duplicar até final do ano, passando dos actuais 1.700 para 3.000, disse Paulo Núncio, secretário de Estado do Assuntos Fiscais, em entrevista à Bloomberg.

 O responsável adiantou que o Governo português está a contar com este reforço do número de inspectores, bem como no investimento em tecnologias, para reforçar o combate à evasão fiscal em Portugal.

 Núncio diz que o objectivo passa por implementar a facturação electrónica em todos os negócios e que o reforço do número de inspectores tributários visa aumentar a fiscalização sobre os mais ricos e os negócios onde é mais difícil controlar a evasão ao fisco. A contratação destes inspectores é um “caso especial” na função pública, onde o objectivo é reduzir o número de trabalhadores, adiantou o secretário de Estado.

 (…)

In: Jornal de Negócios

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s